Servidores da Saúde fazem novo protesto em frente ao Portugal Ramalho

Trabalhadores lutam contra a suspensão do pagamento da Gratificação por Função (GPF) e cobram melhorias salariais

 

03/12/2013

 

Servidores estaduais da saúde fizeram mais um protesto contra a suspensão do pagamento da Gratificação por Função (GPF) e cobrando melhorias salariais. Na manhã deste terça-feira (3), os manifestantes promoveram um ato em frente ao Hospital Escola Portugal Ramalho, no bairro do Farol, em Maceió.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Previdenciários (Sinprev) Cícero Lourenço, a categoria programou uma série de manifestações para solicitar as melhorias para os servidores da saúde. “Nós temos uma agenda de atos programados. Daqui do Portugal Ramalho iremos também para a frente da sede do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu)”, disse Lourenço.

Servidores da Saúde fazem novo protesto (Foto: Clariza Maria)

Segundo o Sinprev, os trabalhadores estão aderindo a paralisação em frente aos hospitais. Uma enfermeira plantonista do Portugal Ramalho, que não quis se identificar, falou sobre a falta de medicamentos e materiais para trabalhar. “Nós estamos reivindicando melhorias para a nossa categoria, mas que também beneficiam os pacientes”, destacou.

Na próxima quinta-feira (5), os agentes realizarão um novo ato e ameaçam entrar em greve. “Estes pequenos atos são uma preparação para caso o governo não atenda as solicitações da categoria. Se não formos atendidos, os servidores entrarão em greve geral”, afirmou.

Também participam da mobilização o Sinsamu e funcionários da Samu.

 

Reprodução Gazetaweb.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *