‘Velaço’ vai lembrar os mais de 800 homicídios este ano em Alagoas

Ato silencioso acontece nesta quinta-feira, na orla de Maceió

 

23/05/2013

 

Manifestantes prometem fazer ‘velaço’ na orla de Maceió (Foto: Divulgação)

Integrantes da Jornada de Lutas em Defesa de Alagoas realizam, nesta quinta-feira (23), mais uma caminhada pela orla da capital com o objetivo de chamar a atenção da população para os altos índices de criminalidade no estado. A concentração está marcada para acontecer às 18h30, no Sete Coqueiros, onde os participantes do ato receberão uma vela e seguirão, em silêncio, em direção à Jatiúca.

De acordo com o presidente do Sindprev, Cícero Lourenço, o ato vai lembrar o número de pessoas vítimas de violência este ano, no Estado. Segundo ele, de janeiro a maio, foram 827 pessoas assassinadas em Alagoas. O ato, chamado de “Velaço”, vai contar, ainda, com a participação de dois corneteiros que vão seguir em caminhada tocando a marcha fúnebre e o toque de silêncio.

“Estamos convocando todas os setores da sociedade para participar desse protesto, em especial as pessoas que tiveram um parente, um amigo ou um conhecido assassinado. O Governo do Estado diz que a paz está reinando no Estado, mas nós queremos mostrar que não, que a violência não acabou. Já temos mais de 800 vítimas de homicídio só este ano”, destacou Cícero Lourenço.

A Jornada de Lutas em Defesa de Alagoas conta com a participação da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e de sindicatos filiados, de movimentos de luta em defesa da terra, partidos políticos, movimentos culturais e estudantis. Três caminhadas pelas ruas da capital alagoana, com o intuito de chamar a atenção da população para a falta de investimento nas áreas de saúde, educação e segurança, já foram realizadas este ano, atraindo centenas de pessoas.

“Cada cidadão que aparecer para o ato de hoje vai receber uma vela. Vamos lembrar juntos das vítimas de homicídios no Estado”, conta o sindicalista.

 

Matéria retirada do Portal Gazeta Web.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *